Club Campestre

Ponto de vista
Comunidade
Eventos
Clubinho
Dicas
Artigos
Agenda
Memórias
Galeria
Esportes
Edições anteriores
Instalações
Fale conosco
Home page

Eventos do Campestre



Grupo israelense Hora Reim e Kadima fazem apresentação no São Pedro

Comemorando vinte e cinco anos de sua criação, o grupo de danças Israeli Kadima se apresentou no Theatro São Pedro trazendo como convidado para o espetáculo o grupo israelense Hora Reim-Holon, grupo de danças que representa a Prefeitura da cidade de Holon. O grupo é considerado um dos mais importantes de Israel, se apresenta em vários eventos pelo mundo e é dirigido por Oren Halaly, tido como o melhor coreógrafo de Israel. Como não poderia deixar de ser, foi um espetáculo para ficar na lembrança, tecnicamente perfeito. Cada grupo apresentou sete coreografias. O Kadima é coreografado desde 1989 por Elana Fridman. O show trazido para a América Latina, Israel com Amor, apresentou danças sobre a história de Israel, símbolos judaicos, a beleza das viagens pela terra santa e a alegria de seu povo. O Theatro São Pedro recebeu um grande público que lotou as galerias e aplaudiu demoradamente no final. O espetáculo promovido e realizado pela Fundação Kadima teve apoio da Federação Israelita do Rio Grande do Sul, Companhia de Crédito Imobiliário Província, Icatu Hereford, RBS e Casas Bahia.







O Jantar dos Cozinheiros



Um dos mais tradicionais eventos promovidos todos os anos pelo clube para seu círculo de associados, o Jantar dos Cozinheiros, foi realizado pela trigésima vez sábado, dia 16, no salão de festas, com participação de vários casais e suas famílias, totalizando duzentos participantes.


O jantar, que deu continuidade ás comemorações pelos Cem Anos de Imigracão Judaica no Rio Grande do Sul, foi um passeio pelo mapa mundi gastronômico, lembrando que os judeus vieram das mais diversas origens, oriundos de diferentes quadrantes. O menu foi baseado em "Delícias do Oriente", "Delícias do Ar", "Delícias do Mar" e "Delícias da Terra". Nem precisa dizer que foi uma delícia (ver quadro com os pratos). Precedendo a degustação o presidente do Campestre, Marcelo Bondar, falou ao público, e dois casais, formados por Fabrício Zaltman e Simone Wainer, e Fábio e Nora Farias apresentaram uma coreografia de dança israeli sendo tanto o discurso quanto a apresentação muito aplaudidos. Depois da janta e antes do baile começar, o humorista Batata Pimentão levou todos ás gargalhadas trajando seu bem cortado terno cor de rosa e portando os seus já conhecidos trejeitos.


As equipes de cozinheiros se prepararam desde o início da tarde para que tudo saísse bem. Para se ter uma idéia, entre as delícias do mar, só de bacalhau foram utilizados vinte quilos do peixe, que ficou uma delícia ao molho de natas e preparado em uma panela especial do tipo da usada para fazer paella. Pato, em um risoto ao molho de figo e costela de cordeiro, foram a base para as delícias do ar e da terra. Do mar, generosos camarões servidos com cuzcuz marroquino em forma de tortinhas, um delicioso quibe acompanhando saladas.Veja abaixo todas as delícias servidas na noite.





Festival Choref homenageia as etnias

    A beleza e a alegria da dança Israeli tomaram conta do lotado Salão de Atos da UFRGS dias onze e doze de setembro. A décima edição do Festival Choref, que apresentou grupos de Montevidéo, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e, claro, de Porto Alegre, primou pela organização e ficou marcado por apresentar uma grande diversidade de temas coreografados. Os alunos do Colégio Israelita Brasileiro dançaram em comemoração ao centenário da imigração judaica no Rio Grande do Sul. No total se apresentaram mais de trezentos dançarinos. O evento também marcou o aniversário de 25 anos da Fundação Israelita Brasileira de Arte e Cultura Kadima, que em 1979 surgia como o primeiro grupo de dança folclórica israeli do estado. O Kadima, que se apresentou na Segunda noite, homenageou aos judeus etíopes e sua chegada, depois de sonharem com isso por três mil anos, ao estado de Israel.


O Club Campestre foi muito bem representado pelo Grupo Ameinu, que prestou uma homenagem aos coreógrafos. A coreografia Rikud Marrocai, dirigida por Elana Fridman, mostra a alegria contagiante da dança dos judeus marroquinos.







Quem participou do Festival:

  • Grupo dos Alunos da 4º, 5º, 6º, 7º, 8º ano do Colégio Israelita Brasileiro
  • Alunos da 4ª série do CIB
  • Leaká Heshek-Hagshamá (RJ)
  • Leaká Habonim Dror
  • Leaká Shorashim
  • Leaká Derech la Shalom
  • Leaká Kadima
  • Leaká Shigaon
  • Leaká Shalom (SP)
  • Leaká Simchá
  • Leaká Sharsheret (SP)
  • Leaká Phoenix (RJ)
  • Leakat Carmel (SP)
  • Leaká Lehatid
  • Leaká Brakim Hatikvá
  • Leaká Neshamá
  • Leaká Chazit Hanoar
  • Leaká Atzmai
  • Leaká Haemek
  • Leaká Ameinu
  • Leaká Ofakim (SP)
  • Leaká Chai
  • Leaká Dorot Guimel (SP)
  • Leaká Netzach (URU)
  • Leaká Lechaim
  • Leaká Naguia (URU)
  • Leaká Hakotzrim (SP)



Mais fotos do Festival: